1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Fibria Firma Parceria Para Ampliar Transporte Ferroviário de Madeira

enviar por email

29/07/2016

 Por: Redação*

Aracruz (ES) – A Fibria firmou parceria com a empresa de logística VLI para transportar, por meio de ferrovia, a madeira adquirida de produtores da região de Sete Lagoas (MG). A iniciativa permitirá retirar cerca de 100 caminhões por dia das estradas que interligam Minas Gerais ao Espírito Santo. Para viabilizar a alternativa logística, a empresa está investindo R$ 6 milhões na reforma e adaptação de 214 vagões de trem que serão utilizados para o transporte de cerca de 2 milhões de metros cúbicos de madeira nos próximos cinco anos.
 
Os primeiros 131 vagões reformados já entraram em operação e o restante dos equipamentos deverá estar pronto até o final de agosto. O serviço de adaptação dos vagões é feito pela empresa Bratec, de Cariacica (ES). “A contratação de uma empresa regional para esse serviço contribui para movimentar a economia local, gerando conhecimento e oportunidade de trabalho”, diz o gerente de Logística Florestal da Fibria, Luiz Geraldo Micheletti Goessler.
 
Para receber a madeira dos produtores, a Fibria instalou um pátio de embarque localizado estrategicamente no Terminal Ferroviário de Sete Lagoas. Além disso, está redimensionando o espaço físico e o layout de seu pátio na fábrica, em Aracruz (ES), para agilizar as operações de descarga.

Atualmente, o modal ferroviário representa 5% do transporte de madeira para a fábrica da Fibria. Com o novo contrato, esse percentual aumentará para 7%. “Essa iniciativa faz parte da estratégia de logística florestal em Aracruz de investir na diversificação dos modais de transporte, reduzindo o uso de caminhões para o transporte de madeira e obtendo menores custos e menos riscos de acidente nas operações, principalmente em rodovias”, afirma o especialista em Logística Florestal da Fibria, Ezio Tadeu Lopes. 
Além disso, o transporte ferroviário traz como benefício o menor impacto ambiental, já que há redução das emissões provenientes do consumo de combustíveis derivados de petróleo e menor consumo de produtos do segmento petroquímico, como pneus, por exemplo. 
Com a iniciativa da Fibria, a cidade de Sete Lagoas (MG) torna-se a terceira a contar com modal ferroviário utilizado pela companhia. Atualmente, os depósitos de madeira da empresa localizados em Araguaia e em Colatina (ES) já são atendidos por ferrovia, viabilizando a logística de armazenagem e escoamento de madeira de produtores florestais da região serrana e norte do estado que são parceiros da empresa no cultivo de eucalipto.

Funcionamento dos Ensaios Não Destrutivos Para Estruturas de Concreto

A utilização de materiais de baixa qualidade, irregularidades no processo produtivo ou prolongadas exposições às intempéries, como umidade e variação de temperatura..


Fibria Faz Colheita Mecanizada de Eucalipto em Áreas de Declive no ES

Os agricultores que cultivam eucalipto em áreas com declividade acentuada e vendem a madeira para a Fibria passaram a contar com uma facilidade a mais para desenvolver a atividade...


Começa Amanhã, 7º Congresso Brasileiro de Cimento em São Paulo

O 7º Congresso Brasileiro do Cimento - 7º CBCi, começa amanhã dia 20 e se encerra na próxima quarta-feira. O evento reunirá profissionais ligados ao setor cimenteiro do Brasil e dos países da África...


O Canto de Cirinho do Rio Doce

O show “O Canto do Vale do Rio Doce” do artista capixaba Cirinho é um resgate da regionalidade do rio Doce através de temas ecológicos e tradições culturais.


Lava Jato: Acusado, PH Presta Depoimento na PF em Brasília

O governador Paulo Hartung (PMDB) prestou depoimento à Polícia Federal em um Inquérito Policial instaurado para apurar distribuição de propina por parte da empreiteira OAS...


Ver mais