1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Manobra de Governo derruba debate sobre Educação na Assembleia Legislativa

enviar por email

11/03/2016

Por: Redação*

Em mais uma manobra do Governo do Estado, a população fica impedida de discutir o rumo da Educação no Espírito Santo. Dessa vez, as articulações foram realizadas a fim de cancelar a Sessão Especial que iria debater o fechamento de escolas, turnos e turmas na rede estadual de Ensino, na quarta-feira (09), às 18h, na Assembleia Legislativa. O debate foi sugerido pelo deputado estadual Sergio Majeski, por intermédio do deputado Enivaldo dos Anjos, secretário da Mesa Diretora da Casa.

Durante a sessão ordinária da última segunda-feira (07), o Requerimento nº 19/2016, sobre o assunto, foi retirado do expediente. A alegação é que a proposta precisava ser analisada pela Comissão de Educação, além de atrito com outras atividades já desenvolvidas pelo colegiado.

Ao defender a proposta, o Deputado Majeski lembrou de outras ocasiões em que o Governo do Estado evitou que suas ações fossem questionadas pela comunidade escolar e lamentou a situação. "Não vejo contradição nenhuma entre a realização dessa Sessão Especial, a discussão na Comissão de Educação e a visita à Secretaria de Educação. Acho que quanto mais esse assunto for debatido, tanto melhor. O receio do debate levanta suspeitas. Se o Estado está disposto realmente ao debate, essa seria mais uma oportunidade para debater com a sociedade, vir aqui e se explicar", afirmou.

O debate é proposto em um momento em que alunos, pais e profissionais da área da Educação denunciam, em demasia, diversos problemas nas escolas estaduais. Principalmente, o fechamento das turmas, dos turnos e das escolas. Essas ações ferem diversas leis, entre elas a Lei de Diretrizes e Bases (LDB), Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Constituição Federal e a Constituição Estadual.

Durante o primeiro ano de mandato, Sergio Majeski visitou mais de 128 escolas em 70 municípios capixabas, trabalho que continua neste ano de 2016. Nessas unidades educacionais, ficou constatado o descaso da Secretaria de Educação em detrimento do projeto vitrine do Governo do Estado, o Escola Viva.

Em plenário, o deputado estadual lembrou que como Casa do Povo, a Assembleia Legislativa precisa dar voz a essas pessoas prejudicadas com tal situação. "A medida que se teme o debate ou se impossibilita os mecanismos legais para fazê-lo, fica sempre a impressão de que, na verdade, não se quer debater, não se quer conversar. E isso é muito ruim para a democracia e para a sociedade. Lembrando: essa é a Casa do Povo. Assim sendo, o povo tem que vir aqui debater", frisou.

Entre 2015 e 2016, mais de 500 turmas foram fechadas no Espírito Santo. Além disso, mais de 61 mil crianças e jovens entre 4 e 17 anos - a idade escolar - estão fora das escolas no Estado.

* Com apoio da Assessoria de Comunicação do Deputado Majeski.Manobra do Governo derruba debate sobre Educação na Assembleia Legislativa

História da Imigração Italiana no Espírito Santo

A História da Imigração Italiana no Espírito Santo, no Brasil é contada de várias formas, principalmente para aqueles que vieram para cá e trouxeram com eles as culturas da Itália...


Prêmio Estácio de Jornalismo Encerra Período de Inscrição

Com recorde de reportagens, o Prêmio Estácio de Jornalismo encerrou o prazo para inscrição no dia 25/06. No total 386 reportagens vão concorrer em 9 categorias...


Brasil de Tuhu traz Animação e Música para Vitória – ES

Entre os dias 15 e 18 próximos, o Brasil de Tuhu estará no município de Vitória, capital do Estado do Espírito Santo, no Brasil, para uma série de eventos que inclui vivência musical...