1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Brasil de Tuhu traz Animação e Música para Vitória – ES

enviar por email

08/09/2016

Por: Redação*

Entre os dias 15 e 18 próximos, o Brasil de Tuhu estará no município de Vitória, capital do Estado do Espírito Santo, no Brasil,  para uma série de eventos que inclui vivência musical, oficina gratuita de capacitação em musicalização infantil, e concertos didáticos com o renomado Quarteto Radamés Gnattali para alunos de quatro escolas públicas do município. A viagem faz parte da turnê do programa que em 2016 leva os concertos para outras oito cidades e oferece a vivência em seis delas. 
 
Impulsionado pela Lei Federal nº 11.769/2008, que inclui a música na grade curricular das escolas, o Brasil de Tuhu realiza desde 2009 diversas ações gratuitas voltadas para a ampliação da educação musical no Brasil. Com os concertos didáticos o programa já percorreu mais de 140 escolas públicas de 36 municípios de 17 estados do país, levando a música para mais de 15 mil jovens.  Além de assistir aos concertos, estudantes também têm a oportunidade de participar das apresentações, conhecendo instrumentos como o violino, a viola e o violoncelo e interagindo com os músicos em brincadeiras musicais que trabalham noções de ritmo, harmonia e melodia.

Enquanto isso, professores e educadores de Vitória poderão participar de oficinas de capacitação em que são apresentadas técnicas e exercícios para a prática da musicalização em sala de aula.  As atividades combinam jogos, performances e diferentes recursos didáticos para estimular a expressão e o conhecimento da música como prática coletiva.

“O objetivo dos encontros é estimular o pensamento, a expressão e o conhecimento a partir da música, além de ajudar na transformação do atual cenário do ensino musical nas escolas país afora”, afirma Carla Rincón, violinista do Quarteto Radamés Gnattali e coordenadora pedagógica do Brasil de Tuhu.

Toda a inspiração para as ações do programa surgiu a partir do “Guia Prático”, de Heitor Villa-Lobos. Trata-se de uma coletânea de cantigas de roda rearranjadas pelo maestro e compositor brasileiro nos anos 30, resultado de sua incursão pelo país em busca dos elementos formadores de nossa cultura. “Tuhu” era o apelido de infância do maestro, e por isso foi escolhido para compor o nome do projeto. O Brasil de Tuhu é uma realização da Baluarte Cultura, ao lado do Quarteto Radamés Gnattali, e conta com patrocínio da Wilson Sons via Lei Rouanet.
 
Sobre o Brasil de Tuhu

Criado em 2009 pela Baluarte Cultura e pelo Quarteto Radamés Gnattali, o programa Brasil de Tuhu realiza diversas ações gratuitas, presencias e digitais, com o intuito de contribuir para a ampliação da educação musical no país. Além dos Concertos Didáticos em escolas municipais e da Vivência Musical para educadores, tem ainda o aplicativo Tuhu Musical com jogos educativos para crianças de 4 a 8 anos, as Videoaulas com grandes instrumentistas da música brasileira, a Rádio Tuhu com podcasts temáticos sobre personalidades da música, a Revista Tuhu onde importantes aspectos da educação musical são debatidos e a guia didática Brincando de Música com Tuhu, uma ferramenta de auxílio a educadores com referências de exercícios para a prática de musicalização em sala de aula. Em 2016 o programa lança ainda o CD “Brasil de Tuhu VOL I” com 14 músicas do Guia Prático do Villa Lobos interpretadas pelo Quarteto Radamés Gnattali e grandes convidados como Zeca Pagodinho, Elba Ramalho, Joyce Moreno e Mauro Senise, entre outros.

O conteúdo completo, assim como a agenda das ações presenciais, pode ser acessado através do site wwww.brasildetuhu.com.br.

Fibria Apoia Ação cultural na Escola Caboclo Bernardo, em Aracruz

Os alunos da Escola Caboclo Bernardo, no distrito de Barra do Riacho, no município de Aracruz, no Estado do Espírito Santo, no Brasil...


Professor Perde 20% do Tempo de Aula Tentando Chamar Atenção dos Alunos

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontou no ano passado que no Brasil o professor chega a perder 20% do seu tempo de aula acalmando os alunos...


Revistas Científicas “Predatórias” e Culto ao Currículo

Os autores descrevem aspectos que condicionam o ambiente de trabalho do pesquisador, na medida em que o mesmo é submetido a uma constante necessidade de publicar resultados. Além de uma rotina estressante há consequências no mercado de publicações científicas com novos títulos nem sempre com alta confiabilidade...


Associaçao Nikkei Realiza 48º Festival de Culinária Japonesa

A Associaçao Nikkei de Vitória realiza no próximo sábado (27), das 18 às 22 horas, o 48º Festival de Culinária Japonesa. O Yakisoba, o Tempurá...


Ver mais