1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Evair e Ricardo: Mais Tempo Para Produtores Rurais Renegociarem Dívidas

enviar por email

03/05/2017

Os produtores rurais do Espírito Santo, que tiveram prejuízos em decorrência da estiagem e seca prolongadas, poderão ganhar mais tempo para formalizar as renegociações de operações de crédito rural (custeio e investimento). Nessa quarta-feira (03), o deputado Federal Evair de melo (PV/ES) e o senador Ricardo Ferraço (PSDB/ES) encaminharam junto ao Ministério da Fazenda a extensão do prazo de 31 de dezembro de 2016 para 30 de setembro de 2017, nos mesmos moldes da resolução 4565/17, publicada pelo Banco Central e destinada aos produtores de Minas Gerais.
 
“Solicitando também os ajustes necessários para garantir a aplicabilidade efetiva da Lei 13340/16, que trata das renegociações das dívidas rurais junto aos agentes de créditos. A previsão é de que essas solicitações sejam incluídas na pauta da reunião do Conselho Monetário nacional, que irá ocorrer ainda neste mês de maio”, destaca o deputado Federal Evair de Melo.
 
A movimentação dos parlamentares capixabas ocorreu após o Banco Central editar na última semana e publicar nessa terça-feira (02), a resolução 4565/17 autorizando as instituições financeiras a receber, até o dia 30 de setembro, as formalizações para renegociação das operações de crédito rural dos produtores que tiveram prejuízos em decorrência de seca ou estiagem e municípios na área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) em Minas Gerais.
 
Até o fim do prazo para o Espírito Santo (31 de dezembro de 2016), as instituições financeiras receberam cerca de seis mil solicitações para renegociação dos contratos, entretanto apenas 1,3 mil foram realmente efetivadas devido à capacidade de operação das agências, o que comprova a demanda ainda existente de produtores rurais necessitando a formalização.

 
 

Equilibrar gastos com aposentadorias abre espaço para investir em saúde

O governo federal prevê que os gastos com a Previdência Social cheguem a R$ 202 bilhões em 2018. Esse montante é bem maior do que é aplicado na saúde ou em investimentos públicos...


Em 2019, 1 kg não pesará mais 1 kg

Em dois anos, o peso de um quilo não será exatamente um quilo. A mudança deve acontecer por decisão da Conferência Geral sobre Pesos e Medidas...


Bandeira Vermelha: Saiba Como Economizar Energia Elétrica

O calor chegou, e para ficar. Com a elevação da temperatura, ocorre também o aumento do uso de eletrodomésticos, como ar-condicionado, ventilador e chuveiro...