1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Vitória da Barbárie?

enviar por email

21/01/2016 - por Erlon José Paschoal

O projeto maior do processo civilizatório da idade moderna talvez esteja expresso numa frase de Goethe, escrita há quase 200 anos: “a civilização elimina a barbárie”. Sabemos que não é tão simples assim, pois seu país de poetas e pensadores, sua cultura tão refinada e seleta, infelizmente provou o contrário. 

A ideia de cultura, tal como a entendemos, é proveniente do século XVIII. Trabalhar em prol da cultura significava então tornar o mundo mais humano. Este o grande ideal que herdamos: criar uma sociedade livre e, ao mesmo tempo, desenvolver no indivíduo o senso de responsabilidade e o humanismo.  Neste sentido, a cultura é algo que une os homens, fundamenta a ética e exalta o que há de comum e sublime em nossa espécie.

Hoje no Brasil vemos uma profusão de manifestações culturais simbolizadas na maior festa popular do planeta admirada pelo mundo. Somos também confrontados cotidianamente com anomalias de toda ordem que tornam o nosso país de difícil compreensão para os estrangeiros e estudiosos em geral. Como um povo tão criativo e rico em produções culturais convive tão pacificamente com falcatruas as mais diversas e banditismos de toda ordem na vida pública e na privada? Seriam as nossas mazelas morais temas relevantes para criações artísticas e reflexões dotadas de amplo poder mobilizador?

Contudo, as cenas horripilantes protagonizadas por figuras públicas em Brasília e vistas a exaustão pela população nos levam a pensar na relação entre cultura e humanismo vislumbrada por Goethe. Pois pessoas dessa espécie representam o que de pior produzimos nesse país, são o verdadeiro “crack” de nossa formação moral, o “ecstasy” de nossos valores éticos, a “AR-15” da educação de nossos jovens.  E a forma patética e cínica com que se defendem mutuamente choca as pessoas de bom senso. Se ao menos se envergonhassem!! Difícil identificar hoje um outro país com governos em todos os seus níveis e empresários tão implicados em fraudes, falcatruas e crimes. 

De que forma nossos jovens expressarão em seu comportamento e em suas manifestações artísticas essa realidade hedionda e bárbara? De certo modo, a arte vive hoje a impotência diante da destruição e do aniquilamento, o vazio diante da sociedade de consumo que privilegia o supérfluo em detrimento do duradouro. Mas a pluralidade de concepções e as novas possibilidades de divulgação das próprias obras e pensamentos abrem canais de comunicação e de intercâmbios até então desconhecidos. E os jovens estão bem antenados nisso.

Por outro lado vivemos também uma overdose de informações, falamos a todo momento em comunicação, mas poucos são os que têm de fato algo a comunicar, fruto do culto à aparência e ao entretenimento  supérfluo propagados pelas grandes mídias.  

De uma coisa podemos estar certos: os pressupostos básicos no tratamento dos grandes temas, como o aquecimento global ou a superpopulação, são os valores éticos e as formas de cooperação daí advindas, visando a propósitos comuns.  A barbárie ainda não venceu, apesar de tudo, pois a cultura com seus amplos espectros de transformação nos leva sempre a descobrir e a criar novos caminhos.

*Gestor cultural, Diretor de Teatro, escritor e tradutor de alemão.





500 Anos da Reforma Protestante-1517 – 2017

Quando afixou suas 95 teses na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg, também conhecida como Igreja de Todos-os-Santos de Wittenberg...


Ku Klux Klan, KKK ou Simplesmente Klan Volta Atacar nos EUA

Os Estados Unidos da America do Norte - EUA mais uma vez mostra ao Mundo que a liberdade de manifestação racista extrapola todos os direitos humanos...


Divórcio Entre Imprensa e Sociedade

Virou mais um clichê afirmar que determinada cobertura ou imagem mostrada não seria papel da imprensa. E aqui vale a menção para todos os veículos de comunicação de massa...


ONU Estima Que Mais de 1 Milhão Deixou Venezuela Nos Últimos 3 Anos

O Alto-Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) que acompanha a situação da Venezuela estima que mais de 1 milhão de venezuelanos já deixaram o país e 110 mil pediram refúgio...


Gilmar, Toffoli, Lewandowski e Fux Na Mira Dos Pedidos De Impeachment

Da onda de pedidos de impeachment de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) no Senado Federal iniciada em 2016, quatro solicitações ainda estão em tramitação...


Mais De 20 Nomes Sonham Em Conquistar a Presidência

Além de políticos tradicionais, o pleito de outubro de 2018 deve ter caras novas como apresentadores de TV, banqueiros, um líder sem-teto, um cabo bombeiro e até um cirurgião plástico...


Ver mais