1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Com 367 Votos a Favor a Câmara Abre Processo de Impeachment da Dilma

enviar por email

18/04/2016

Por: Redação*

A abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) foi aprovada na noite deste domingo no plenário da Câmara de Deputados. A sessão foi marcada por discursos acalorados de ambos os lados. O placar final ficou em 367 a favor, 137 contra, sete abstenções e dois ausentes. 

Ruas e avenidas de várias cidades do Espírito Santo foram tomadas por manifestantes  favoráveis ao impedimento que comemoraram com fogos de artifício, buzinaços, entre outras coisas mais. Em Vitória, a Praça do Papa, na Enseada do Suá, foi o local da concentração dos manifestantes.

Voto necessário  

Coube ao deputado federal Bruno Araújo, de 44 anos, do PSDB de Pernambuco, o voto número 342 entre aqueles parlamentares que concordaram com o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Antes da fala de Bruno, que é advogado,  vários deputados já comemoravam e faziam festa em volta do microfone posicionado no centro do plenário onde acontece a votação.

Bruno foi eleito deputado estadual em Pernambuco em 1998 pela primeira vez. Cumpriu dois mandatos na Assembleia Legislativa do estado do Nordeste, entre 1999 e 2006, antes de se candidatar ao posto de deputado federal nas eleições de 2006. Dali em diante não saiu mais da Câmara dos Deputados e começou no ano passado seu terceiro mandato em Brasília.

Nas palavras que sacramentaram a continuidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff, Bruno Araújo diz que coube ao destino apresentar a ele a oportunidade de levar o país a uma situação melhor. Com a voz embargada em vários momentos, ele anunciou o voto favorável a

Traição

"Traição" e "decepção" foram as palavras de ordem no Palácio Alvorada, onde os governistas assistiam com a presidente Dilma Rousseff a votação. Na contabilidade do governo, os deputados Nelson Meurer (PP-PR) e Toninho Wandscheer (PROS-PR), por exemplo, votariam a favor do Planalto, mas acabaram votando contra. 

Apesar de esperadas, na lista das traições que irritaram bastante a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros do Planalto estão as dos ex-ministros da Aviação Civil Mauro Lopes (PMDB-MG) e dos Transportes Alfredo Nascimento (PR-AM). Em relação a Alfredo Nascimento, afastado por Dilma na "faxina" que ela fez no início do seu primeiro mandato, todos entenderam que houve uma "clara vingança".

Mas surpresa mesmo foi com um deputado do Ceará que esteve ainda na tarde de domingo, no Palácio da Alvorada com a presidente Dilma Rousseff e que, depois que saiu de lá, a convite do governador do Estado, Camilo Santana (PT), foi ao plenário da Câmara e votou a favor do impeachment. "Ué, esse cara não passou a tarde toda aqui com a gente e foi lá e votou contra?", queixou-se, "perplexa", Dilma. 

Senado

Após admissibilidade ser aprovada pela Câmara Federal com um placar de 367 votos pelo sim contra apenas 137 votos pelo não, sete abstenções e duas faltas, o Senado deve iniciar ainda hoje, dia 18, todo o processo que pode terminar com o afastamento  da presidente Dilma preventivamente do cargo por 180 dias.

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) não acredita em uma reversão do resultado do impeachment da presidente Dilma no Senado. Os senadores vão ter que instaurar o processo de impeachment  e votar se afastam ou não a presidente Dilma preventivamente do cargo por 180 dias. "Eu acho que não é possível reverter no Senado porque os partidos reclamaram questão", disse o parlamentar.

O deputado criticou o envolvimento de líderes do PMDB na Operação Lava Jato e disse que o nome do vice-presidente, Michel Temer, não tem respaldo da sociedade.
"Ele, Temer, também é rejeitado. Vamos viver o momento do impasse e o PSOL se declara em oposição radical a esse conluio que foi feito para esse atalho de chegada ao poder", disse Valente.

Machismo Impede Mulher na Política do Brasil

O machismo institucionalizado continua sendo um dos temas de maior debate público no Brasil, principalmente na política, onde a desigualdade entre homens e mulheres...


Moro Dá 48 Horas a Lula Para Entregar Recibos Originais de Aluguel

O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, deu prazo de 48 horas para a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregar na Secretaria da 13.ª Vara Federal de Curitiba...


Ruralistas Vão Pressionar Governo Federal Por Perdão de R$ 17 bilhões

Produtores e lideranças rurais vão pressionar o presidente Michel Temer (PMDB) para que desista de recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF)...


A lenda Hyldon e Cirinho do Rio Doce juntos em Linhares

O baiano radicado no Rio de Janeiro, Hyldon de Souza Silva, o Hyldon, consagrado cantor e compositor da MPB com os sucessos das músicas...


Frota Das Sucroalcooleiras Pode Substituir Diesel Por Etanol no Brasil

A proposta, que será debatida pelo INEE - Instituto Nacional de Eficiência Energética - no IV Seminário Sobre Etanol Eficiente...


Moro Dá 48 Horas a Lula Para Entregar Recibos Originais de Aluguel

O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, deu prazo de 48 horas para a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregar na Secretaria da 13.ª Vara Federal de Curitiba...


Ver mais