1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Mulheres do Interior Compram Mais Salto Alto Que as da Cidade

enviar por email

24/02/2017

 Uma pesquisa realizada com 1835 mulheres no Estado de São Paulo, sobre sapatos de salto alto revela dados inéditos de uso e comportamento da brasileira com o calçado. A pesquisa foi realizada pela fábrica de palmilhas Pés Sem Dor Ltda e está disponível ao público.

Uma curiosidade revelada pela pesquisa: mulheres de pequenas cidades compram mais que as mulheres de cidades grandes. Quanto maior a cidade, menor o consumo de sapatos de salto alto. Os preços variam de R$50 a mais de R$1000, mas a pesquisa nos mostrou que 70% das mulheres costumam pagar até R$199 pelos seus saltos. 
 
Outro grande destaque da pesquisa é a estatística de que 2/3 das brasileiras não conseguem ficar duas horas sem sentir dores com o calçado. Para Mateus Martinez, fisioterapeuta-chefe da Pés Sem Dor, "palmilhas ortopédicas reduzem danos e aumentam o conforto no calçado."

A escassez de artigos científicos foi o maior incentivo para o autor do livro "O Salto Alto e a Mulher Brasileira” Thomas A. Case, que surpreso, diz: "em plena recessão, 73% das mulheres compraram um par ou mais de salto alto nos últimos 90 dias. Quase 1/3 das brasileiras compraram três pares ou mais. Os shoppings e lojas de calçados agradecem!" O livro tem 72 páginas e o Thomas A. Case é presidente da Pés Sem Dor e também fundador da classificados de emprego Catho.

A Pés Sem Dor é a primeira a confeccionar palmilhas ortopédicas sob medida em impressoras 3D. Foi criada em 2009 pelo americano Thomas A. Case, que também é fundador da classificados de emprego Catho. Já atendeu mais de 50 mil pessoas e conta com parceiros na Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos e China.

Mais informações sobre as palmilhas e produtos da Pés Sem Dor, acesse www.pessemdor.com.br. A pesquisa completa pode ser lida aqui: http://www.pessemdor.com.br/sobre-a-pesquisa-o-salto-alto-e-a-mulher-brasileira/ 
Para esclarecimentos sobre a empresa e a pesquisa, pelo (11) 3373-8198. 
Thomas A. Case, Ph.D. está à disposição para entrevistas no (11) 98180-3333.

 

Equilibrar gastos com aposentadorias abre espaço para investir em saúde

O governo federal prevê que os gastos com a Previdência Social cheguem a R$ 202 bilhões em 2018. Esse montante é bem maior do que é aplicado na saúde ou em investimentos públicos...


Em 2019, 1 kg não pesará mais 1 kg

Em dois anos, o peso de um quilo não será exatamente um quilo. A mudança deve acontecer por decisão da Conferência Geral sobre Pesos e Medidas...


Bandeira Vermelha: Saiba Como Economizar Energia Elétrica

O calor chegou, e para ficar. Com a elevação da temperatura, ocorre também o aumento do uso de eletrodomésticos, como ar-condicionado, ventilador e chuveiro...


Professora do ES é 1ª no Prêmio Educador Inspirador

A professora Patrícia Peres Ferreira Nicolini foi a mais votada no Espírito Santo no Prêmio Educador Inspirador, promovido pela Quizlet, e chegou em sua fase final...


Consumidores Querem Reduzir Gastos em Dezembro

De acordo com os dados do Indicador de Propensão ao Consumo calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)...


As “Bombas” da Política de PH de 2003 a 2010 Começaram a Pipocar

Recebi a cópia de um trabalho de grupo sobre “Mercados Ilícitos e Processos de Criminalização: Desafios Metodológicos” tirado no XV Congresso Brasileiro de Sociologia...


Ver mais