1. capa
  2. Negócios
  3. Economia
  4. Política
  5. Ambiental
  6. Cidades
  7. Opiniões
  8. Cultura
  9. Oportunidades
  10. vídeos

Juízo da Comarca de Montanha Vai Ajuda Instituições

enviar por email

18/06/2017

Da: Redação*

O Juízo da Comarca de Montanha abriu Edital para Seleção de Projetos Sociais a serem executados com recursos de prestação pecuniária objeto de cumprimento de medidas alternativas e de sentença condenatória. Os projetos selecionados serão contemplados com o apoio financeiro de até R$ 12 mil reais.

As entidades interessadas em inscrever seus projetos deverão requerer habilitação jurídica no período de 03 a 21 de julho. Somente poderão participar da seleção instituições sem fins lucrativos e de caráter social sediadas na Comarca, constituídas e em funcionamento há, pelo menos, um ano.

O requerimento próprio deve ser encaminhado ao Protocolo Geral do Fórum de Montanha, acompanhado de cópia simples da ata de eleição da atual diretoria e cópia simples do estatuto social da instituição; além de cópia do documento de identificação e do CPF do responsável legal pela instituição. Após o registro e a autuação da documentação, o pedido de habilitação será enviado ao Ministério Público, para manifestação dentro de 05 dias.

Caso seja necessário adequar a documentação de qualquer requerimento, a instituição será intimada para realizar as adequações necessárias também no prazo de 05 dias. Em seguida, o juiz decidirá se a instituição está apta ou inapta para a apresentação do projeto social. A entidade julgada inapta poderá interpor recurso dentro de 05 dias, que após vistas ao Ministério Público, será remetido ao magistrado para decisão. O resultado final da fase de habilitação será publicado no Diário da Justiça e a entidade requerente será intimada por meio de seu representante.

Em seguida, as entidades habilitadas apresentarão o projeto social, que poderá contemplar um ou mais dos seguintes elementos de despesa: serviço, obra, material de consumo e material permanente. O requerimento de apresentação e avaliação do projeto deve ser protocolado no período de 21/08 a 08/09, conforme modelo próprio.

O requerimento do projeto seguirá para análise do Ministério Público, para emissão de parecer no prazo de 05 dias. Identificada a necessidade de adequar a documentação de qualquer projeto, o juiz intimará a instituição, para realizar as adequações necessárias também dentro de 05 dias. O resultado final da fase será publicado no Diário da Justiça e a entidade requerente será intimada através de seu representante legal.

Em seguida, haverá a assinatura do convênio e o recurso será destinado à instituição. No prazo de 30 dias após o término da execução do projeto, a entidade beneficiada deverá prestar contas do material recebido ou do serviço prestado.

Todos os requerimentos deverão ser apresentados no Protocolo Geral do Fórum Desembargador Ayres Xavier da Penha, situado na Avenida Antônio Paulino, nº 445, Centro, Montanha, em dias úteis, das 12 às 18 horas.

  

 

Professora do ES é 1ª no Prêmio Educador Inspirador

A professora Patrícia Peres Ferreira Nicolini foi a mais votada no Espírito Santo no Prêmio Educador Inspirador, promovido pela Quizlet, e chegou em sua fase final...


TJES Terá Mais 40 PMs da Reserva na Administração

O Presidente do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), Desembargador Annibal de Rezende Lima, e o Governador do Estado, Paulo Hartung...


‘Dezembro Laranja’ Alerta Para o Risco do Câncer de Pele

Dezembro dá início à Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, da Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD, que esse ano vem com o tema “Se exponha mas não se queime”...


Mais de 21 Milhões de Jovens Desempregados na América Latina

Cerca 21 milhões de jovens estão desempregados na América Latina e o índice de desemprego entre jovens é, em média, três vezes maior do que o verificado entre adultos...


Ministério da Cultura Publica Novas Regras da Lei Rouanet

Foi publicada na última sexta-feira, 1º, no Diário Oficial da União – DOU (agora online), a instrução normativa 4/17, que estabelece uma série de mudanças...


Relator Conclui Voto Sobre Condenação de Lula no Caso do Triplex

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator do processo que envolve o processo do tríplex no Guarujá em segunda instância...


Ver mais